h1

O evento

outubro 17, 2008

Entre os dias 12 e 19 de Novembro comemora-se em todo o mundo a Primeira Semana Internacional de Babywearing. Em São Paulo, teremos atividades referentes a esta celebração no sábado 15 de novembro.
Babywearing é a antiga arte de carregar seu bebê junto ao seu corpo, preso por um carregador de pano. Bebês devem ter sido carregados dessa maneira desde os primórdios dos tempos, pois manter a cria seguro de predadores e próxima da mãe era a melhor garantia de sobrevivência da espécie.
Hoje o costume permanece em diversas comunidades tradicionais em todo o mundo: em tribos indígenas da América do sul, na Índia, China e Japão e especialmente na África usam-se panos coloridos para prender o bebê ao corpo da mãe ou outro cuidador podendo ser o pai ou até outra criança.
O termo babywearing foi criado nos EUA pela família do Dr. Sears, renomado médico que comprou a idéia do carregador de bebês moderno com a incorporação de um par de argolas no lugar do tradicional nó. Ele percebeu que o bebê junto ao corpo da mãe tinha inúmeras vantagens que mais tarde foram corroboradas por estudos comparativos de carregadores desestruturados e bebês-confortos e podem ser avaliadas em relação à prática da mamãe-canguru.
No entanto, as maiores vantagens foram relatadas pelas próprias mães que afirmavam que carregando a criança dessa maneira garantiam um bebê mais feliz e ainda conseguiam retomar algumas atividades antes impensadas enquanto o bebê queria colo. Foi essa propaganda boca-a-boca que levou ao desenvolvimento dos diversos modelos e releituras de carregadores de pano no mundo de hoje. A fama de uma vida mais fácil, de um bebê mais satisfeito e feliz foi mais forte e rompeu a barreira inicial da “estranheza” do costume no mundo de hoje.
O costume chegou ao Brasil através de mães que tiveram contato com carregadores estrangeiros e nossa releitura já tem o gostinho daqui: panos leves, coloridos e charmosos que deixam a mãe mais bonita enquanto a praticidade de levar uma vida mais ativa junto do bebê é reconquistada.
O contato direto com a mãe promove a integração e o rápido atendimento das necessidades do bebê, sejam elas um olhar, um carinho ou amamentação em livre demanda. Em ano de ampliação da licença maternidade, babywearing vem para ajudar cumprir as metas governamentais de amamentação exclusiva nos primeiros seis meses.

Anúncios

5 comentários

  1. Elly, vc ta sempre antenada com tudo ne?
    To copiando para postar na materna japão…hehehehe

    bjo


  2. ai, querida rosana…
    me lembro de já ter sido bem mais hábil com informações…mas aida dou pro gasto…heheh


  3. Minha Dear Friend Analy foi a primeira pessoa a fabricar slings no Brasil, divulgar a idéia e vestir a camisa. Divulgou, deu colo para mães assustadas, fez slings de madrugada, entregou pessoalmente mais de 200 slings nesses 6 anos, fora os que enviou pelos correios… Emprestou sua casa todo primeiro sábado do mês durante anos, oferecendo dicas, conselhos e acolhendo centenas de mães, pais e bebês.
    Não é só fabricar, nem a venda que faz uma idéia dar certo. É preciso acreditar profundamente na idéia e ter um imenso prazer naquilo.
    Fica aqui um trecho da história do sling no Brasil, que certamente tem muitas outras personagens importantes!


    • Com certeza, Ana Cris! E nossa mãe slingueira Analy é e sempre será a responsável por nossas ações por mais colo, mais peito, mais carinho entre mãe e bebê. Ela escreveu o texto acima, idealizou junto com a equipe este encontro e ele só aconteceu porque ela soube sensibilizar como ninguém quem participou! Este ano espero que bons ventos permitam a participação da nossa querida Analy no nosso encontro!
      AVE Analy, AVE Ana Cris!


  4. O texto acima está de fato excelente, bota o crédito nele!
    By Analy Uriarte (rainha dos slings)
    hehehehehe
    Ela me mata pelo “rainha dos slings”…



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: